No dia 16 de novembro é comemorado o Dia Nacional do Não Fumar, assim denominado para conscientizar as pessoas quanto aos malefícios do tabagismo, doença representada pela dependência da nicotina, presente no cigarro e em outros produtos de tabaco, como o charuto, cachimbo, cigarro de palha, cigarrilha, tabaco para narguilé, rapé, fumo-de-rolo, dispositivos eletrônicos, entre outros.

O Centro Clínico Covid-19 Zona Sul realizou a entrega de panfletos de conscientização para os colaboradores do plantão sobre o perigo do tabagismo na vida dos fumantes. “Apague o cigarro hoje, e cuide da sua saúde sempre!” Com esse slogan, os fôlders informaram sobre o risco que o fumo pode causar na vida das pessoas e as melhoras que as pessoas obtêm com o parar de fumar.

Quem fuma sofre de dependência química. É alguém que, ao tentar parar de fumar, se depara com grandes desconfortos físicos e psicológicos que trazem sofrimento e podem impor a necessidade de várias tentativas até que finalmente consiga abandonar o cigarro.

Para Eulália Freitas, a conscientização do parar de fumar é muito importante, pois sempre vale a pena em qualquer momento da vida, mesmo que o fumante já esteja com alguma doença causada pelo cigarro, como câncer ou enfisema. “O tabagismo está relacionado ao agravamento de várias outras doenças, muitas delas incapacitantes e fatais”, afirmou.

Suportescreen tag
Skip to content