O Centro de Atendimento Clínico Covid-19 Zona Sul neste mês de agosto fortalece a campanha do Sinal Vermelho contra a violência doméstica. O sinal “X” feito com batom vermelho (ou qualquer outro material) na palma da mão ou em um pedaço de papel, o que for mais fácil, permite que a pessoa que atende reconheça que aquela mulher está sendo vítima de violência doméstica e, assim, promova o acionamento da Polícia Militar.

Quando a pessoa mostrar o “X”, o atendente, de forma reservada, usando os meios à sua disposição, registra o nome, o telefone e o endereço da suposta vítima, e liga para o 190 para acionar a Polícia Militar. Em seguida, se possível, conduz a vítima a um espaço reservado, para aguardar a chegada da polícia.

Se a vítima disser que não quer a polícia naquele momento, entenda. Após a saída dela, transmita as informações pelo telefone 190. Para a segurança de todos e o sucesso da operação, sigilo e discrição são muito importantes. A pessoa atendente não será chamada à delegacia para servir de testemunha.

As colaboradoras do hospital deram o sinal positivo para a campanha e sensibilizaram outras colegas de trabalho. Para Marcela Castilho, Diretora Administrativa, a ação desenvolvida na unidade é de extrema importância. “Com a iniciativa, orientamos todas as mulheres a denunciar violência doméstica e saber que não estão sozinhas. Foi muito importante, pois foi explicado o significado do X vermelho na mão e como fazer a denúncia”, revela.

Suportescreen tag
Skip to content