Com papel A4, tinta, giz de cera, cola e muito glitter e lantejoula, os pacientes da pediatria do Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP), gerido pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH), mostraram suas habilidades e produziram nesta quinta-feira, 24, suas próprias máscaras de carnaval, com o auxílio dos profissionais de saúde. A atividade, idealizada pela enfermeira Pryscilla Rebouças em parceria com a coordenação de humanização da unidade, deixou os pequenos à vontade para inventar e estimular a interação, expondo a criatividade de maneira lúdica e divertida.

confecção de máscaras deu início às atividades de carnaval na  unidade. Ela foi projetada como uma ação de entretenimento, mas que também tem significado terapêutico, provocando estímulo positivos e essenciais ao desenvolvimento desses pacientes.

A ideia de comemorar o carnaval na pediatria surgiu em 2020, fizemos pela primeira vez o nosso ‘bailinho’ e foi um sucesso. As crianças internadas adoraram. Infelizmente, em 2021 não foi possível, mas esse ano retornamos com a atividade para proporcionar este momento festivo às crianças”, explica a enfermeira Pryscilla Rebouças.

A profissional destaca que a confecção das máscaras gera benefícios às crianças e, sobretudo, ressalta que a descontração é importante no tratamento, pois proporciona alegria e diversão. “Nosso objetivo foi tirar por um momento o desconforto da internação. As crianças  ficam felizes em ver algo diferente do habitual. Oferecemos distração e aconchego, tornando o ambiente hospitalar menos hostil”, avalia Pryscilla.

Suportescreen tag
Skip to content